Português   Português       RETORNO
Maria Laura Giesteira   Ortografia        
Flh.08   Trocas Perigosas        
Trocas Perigosas   Exercício nº 01        
                     
TROCAS PERIGOSAS


A substituição, ou troca da ordem de: letras, sílabas, ou valores numéricos pode provocar erros graves de comunicação, evitando até que ela possa realizar-se.

Há vários tipos de problemas que se manifestam na oralidade e na escrita e se agudizam com o cansaço, a tensão e o nervosismo.


· Substituição de uma consoante por outra com a mesma característica (labial, etc.), originando ou não nova palavra.

      Exemplo: APITAR - ABITAR, PROBLEMA - PROBREMA

· Troca de posicionamento, quer oralmente quer na escrita, de duas consoantes; conservando-se as vogais na posição inicial, sem alterarem a sua característica (aberta, etc.); originando ou não uma nova palavra.

      Exemplo: TOCA - COTA, MORNA - NORMA, NOVA - VONA

· Alteração da formação das sílabas, sem substituição de consoantes, conservando-se as vogais na posição inicial.

       Exemplo: CARANGUEJO - CANGAREJO

· Substituição de uma palavra por outra de sonância idêntica ou significado similar, dando origem a palavras inexistentes ou não.

      Exemplos:  - RECENSEAMENTO MILITAR - 
                 
                 -
remenseacento militar -      

                 - PEGA O PREGO E TOCA A TRAÇA -" 

                 - prega o prego e troca a taça -

 

                - sentou-se no chão duro e pedregoso -

· Por vezes a palavra substituta tem o significado oposto da que devia ter sido utilizada.

      Exemplo: "Vira na primeira rua à esquerda e é logo diante."

      pode surgir como: 

             - Vira na primeira rua à direita e é logo diante. -


Quando na escrita se manifesta qualquer um destes problemas, a leitura silenciosa é feita muitas vezes, pelo infractor, sem ele notar a alteração.

Exemplo: - o remenseacento militar - (o que foi escrito)

continua a ser lido como "O RECENSEAMENTO MILITAR"

Assim, pelo facto de não dar pelo erro cometido, vai tornar-se-lhe muito difícil corrigi-lo, pois irá ler o que devia e não o que realmente escreveu.

 

Na escrita e enumeração de sequências numéricas, o problema pode ser muito mais grave.

Exemplo: o número a ler ou escrever: "396284" pode apresentar-se

como: 369248, ou outro qualquer com que no momento sinta maior afinidade,o que pode ser grave ou mesmo catastrófico, se se tratar de um número telefónico, dinheiro, dimensões, etc..

 

 


A informação pode ser, por um percalço destes, exactamente a oposta à que era pretendida, com todos os prejuízos que daí possam advir.

No sentido de debelar o problema, o falante nele envolvido deve forçar-se a falar ou ler devagar, tentando não se fixar num pormenor passado que possa perturbá-lo, ou num pormenor futuro que lhe pareça o caminho que o assunto vai tomar. 

Deve além disso, respirar bem e rentabilizar o ar que os seus pulmões armazenam.

Em relação à escrita, é importante não se fixar em pormenores de escrita passados, ou em pormenores a escrever.


RETORNO  
à Página anterior
Início
Acessos  Alertas Apoios Crónicas Desenhos Dicas Esculturas
Fotografia  Fotos  Informática Pintura Poesia Português Quem Somos Sugestões Textos