Viu Crónicas RETORNO  
Faro Barros Olhos Viu
colocado em 20020403

 

 

Viu. 
E viu, com aqueles os olhos vivos de gaiato, habituado às vielas e ao lixo.
Viu! E viu como brilhava!

Aproximava-se sem pressas... a disfarçar, até estar perto e poder saltar-lhe 
em cima, apanhando-o com um agachar rápido e disfarçado.

Deu mais três passos.

- João! Trovejou-lhe aos ouvidos, de longe, a mãe.

Parou.

- João! Estou a chamar-te!

O puto estremeceu, empurrado por impulsos opostos.
Quando a mãe chamava assim... ou se lhe obedecia logo ou havia porrada grossa.

Mas aquele brilho!... logo ali... só a mais dois passos!...

- Oh! Mãeee!... e voltou logo, obediente, temeroso pelo que tinha feito ou 
  não feito, nem sabia ao certo o que era.

De tarde, quando lá voltou, já não viu nada...

E teve um aperto no peito que daria para muito chorar, não fosse ele o João, 
já habituado às manobras da sorte e do azar...

Faro Barros


     
RETORNO  
à Página anterior
               
Acessos Alertas Apoios Crónicas Desenhos Dicas Esculturas
  Fotografia Fotos  Informática Pintura Poesia Português Quem Somos Sugestões Textos