Bruno Mota Crónicas RETORNO
20040508 As Meninas
 de Velázquez

 

 As meninas de Velázquez é um quadro famoso

Comentário à Crónica de Faro Barros


A análise que faz do quadro parece-me correcta. A hipótese que sugere de montagem tem de facto sustentabilidade.

Todo o quadro é uma encenação, diria mesmo que todas as pessoas  representadas foram pintadas em alturas distintas: não fazia sentido que a filha dos reis de Espanha (a única na altura) tivesse que esperar enquanto o pintor esboçava a anã que se encontra ao lado ou a dama de honra que lhe entrega o vaso. Curioso que esta anã, para a luz que tem a incidir no rosto, não produza uma sombra mais pronunciada no chão. Os próprios Reis nunca foram pintados juntos (que se saiba).

O quadro parece ser um esforço para rebaixar a realeza espanhola ao nível de todas as pessoas. As personagens em destaque são o cão (por estar no primeiro plano), a anã (por ser mais alta - estranho não! uma anã mais alta que a princesa), a dama de honra (também mais alta) e a princesa que fica no meio.  Todas as pessoas são tratadas como iguais.

Velásquez tem ao peito a Cruz de Santiago, honra que só lhe foi atribuída três anos após a conclusão deste quadro.
 
A respeito da fotografia/óptica não ser conhecida/utilizada na altura não tenha tanta certeza disso. Recomendo a leitura do livro "Secret Knowledge - Rediscovering the Lost Techniques of the Old Masters" de David Hockney da editora Thames & Hudson. É apenas uma análise, mas vai ficar surpreendido.  

Bruno Mota

20090119